Seis passeios pelos bosques da ficção by Umberto Eco

Terminei agora de ler este trabalho tão interessante (não se espera menos de Eco) sobre os “bastidores” da ficção. Este livro publica as seis conferências que o autor escreveu para as Norton Lectures.

Considerando que “Bosques” são metáfora para o texto narrativo, as conferências abordam temas como o papel do leitor na ficção, a estratégia dos tempos nos textos, o que é o pacto ficcional ou os protocolos da ficção.

Uma leitura interessante para quem queira aprender um pouco mais sobre análise literária.


View all my reviews


Da contracapa:

“Umberto Eco é companheiro e guia do leitor, explorando com ele os caminhos da forma e do método ficcionais. Eco introduz-nos nesse mundo recorrendo às técnicas do romancista, fazendo-nos colaborar na criação do texto e na investigação de alguns dos mecanismos fundamentais da ficção.

De que modo o texto «põe em cena», por intermédio do seu estilo e da sua voz, uma determinada versão do autor?
De que modo a narrativa nos incita a continuar, nos convence a perdermo-nos nos seus meandros?
A variedade dos exemplos propostos por Eco é surpreendente – desde os contos de fadas a Flaubert, Poe e Manzoni.

(…) Com este livro, aprendemos a ser melhores leitores – a interrogar os textos, mesmo quando, subtilmente, começam a influenciar-nos – e também melhores escritores – os «truques do ofício» são aqui desvendados e explicados.

Assim, na companhia de Eco, o bosque escuro converte-se num reino de curiosidade, descoberta e puro deleite.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.