Cheesecake clássico de forno, Donna Hay

(Donna Hay’s Classic Baked Cheesecake, Masterchef Australia)

acho que a minha história com este cheesecake é a história de milhares de pessoas que experimentaram a receita depois de terem visto a Donna Hay a fazer o cheesecake na 3ª temporada (2011) do Masterchef Australia. a receita deu a volta ao mundo e foi perpetuada por foodies e bloggers de todas as nacionalidades.


20170528_145332_web

(foto: tenhodias)


a Donna Hay foi uma das Chef convidada para dar uma Masterclass no programa. nesta aula o tema eram as custardas e a Chef fez este maravilhoso cheesecake de forno. ora até aquela altura eu nunca me tinha atrevido a fazer nenhum, apesar de ter algumas receitas nos meus monos culinários.

na verdade só o conceito intimida, não é pudim nem é bolo (lá está, técnicamente é uma custarda), as receitas por aí pediam ‘sour cream’ que até há pouco tempo não se encontrava em Portugal com facilidade, umas receitas fazem-se em banho-maria, outras com uma tigela de água para manter humidade no forno, etc., mas quando vi a Donna Hay fazer aquela beleza pensei “mmm… tenho que tentar”.  e tentei.  e confesso que nunca mais comi dos outros cheesecakes.


já este… é melhor não o fazer muitas vezes, é das melhores sobremesas que já comi e é dificil não comer muito. e também é poderoso.

se experimentarem, comam fatias finas. não que o vosso estomago não aguente mais uma fatiazinha, mas afinal sempre são 830 gr de queijo que ali estão naquele cheesecake maravilhoso, fora o resto dos ingredientes! por isso outras partes do vosso organismo são capazes de se revoltar lolol


a Donna Hay apresenta o cheesecake apenas com frutos vermelhos frescos. eu costumo acompanhar com molho de frutos silvestres, pouco apurado e pouco doce, para que permaneça ligeiramente acre (uso sumo de limão) e possa dar um pouco de contraste ao cheesecake, mas sem lhe abafar o sabor e textura delicados. sirvo sempre o coulis à parte porque o cheesecake é poroso; se puserem o molho de fruta a cobrir o cheesecake todo, em menos de nada vai ficar mega empapado e sem graça nenhuma, sem vestigios do sabor delicado que lhe é caracteristico.

o cheesecake de forno foi amor à primeira garfada ♥♥

Cheesecake classico de forno Donna Hay

  • Servings: 12-14
  • Dificuldade: easy
  • Imprimir

ingredientes:

para a base:

  • 40g de amêndoa moida
  • 105g de farinha 
  • 55gde açucar branco
  • 90g de manteiga fria em cubinhos

para a custarda:

  • 295 gr de açucar branco
  • 500g queijo ricotta fresco (por exemplo, o da Galbani)
  • 330g queijo-creme Philadelphia
  • 4 ovos L
  • ½ colher chá extrato baunilha 
  • 60ml de sumo de limão
  • 1 colher de sopa de raspa de limão (só o vidrado)
  • 1½ colher de sopa de amido de milho (maisena) + 1½ colher de sopa de água

para o coulis (molho de fruta):

  • 200 gr de framboesas
  • 300 gr de moramgos lavados e cortados
  • 100 gr de açucar
  • 1 pau de canela
  • 1/2 dl água
  • sumo de limão qb

frutos silvestres para acompanhar

método:

Pré-aqueça o forno a 150º. unte o fundo de uma forma de aro de removível de 23 cm com manteiga e ponha papel vegetal, unte novamente e reserve.

comece por fazer a base, juntando todos os ingredientes numa tigela e misturando com a ponta dos dedos até formar uma farinha areada. Coloque a base na forma e vá apertando com uma colher até preencher todo o fundo. Leve ao forno por 15 min ou até ficar dourada (no meu forno, a 150º foram precisos 25 minutos para a base ficar boa).

retire a forma do forno e deixe arrefecer ligeiramente,  unte os lados da forma com manteiga e reserve. 

dissolva o amido na água e misture todos os ingredientes num robot ou num processador. verta a mistura por cima da base, bata com a forma 2 ou 3 vezes com firmeza na bancada para rebentar as bolhas de ar que existam. Leve novamente ao forno.

Deve cozer por 1 hora a 150º-160º. quando o tempo terminar, desligue o forno e deixe o cheesecake arrefecer dentro do forno por pelo menos 1 hora antes de abrir a porta para terminar de cozer. Quando estiver frio, ponha no frogorifico, embrulhado em pelicula aderente para não ganhar cheiros durante pelo menos 4 horas antes de servir.

desenforme na hora de servir, sirva acompanhado de frutos silvestres frescos ou molho de fruta (coulis).

para fazer o molho de fruta ponha todos os ingredientes num tacho (o sumo de limão foi o equivalente a uma colher de sopa), deixe que levante fervura; baixe o lume e deixe fervilhar poucos minutos, 5 ou 6, de modo a que a fruta cozinhe. desligue o lume, retire o pau de canela, passe grosseiramente com a varinha mágica, passe o couli por um passador (as grainhas das framboesas são bastante duras) e deixe arrefecer. está pronto a usar.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s